A REPERCUSSÃO DA GUERRA DO YOM KIPPUR PARA A EVOLUÇÃO DA DOUTRINA MILITAR TERRESTRE E PARA O APERFEIÇOAMENTO DA ARTE DA GUERRA NO EXÉRCITO BRASILEIRO, PARTICULARMENTE NO QUE SE REFERE AO EMPREGO DE BLINDADOS.
RESUMO
Ressalta a evolução doutrinária do emprego dos meios blindados após a Guerra do Yom Kippur, travada entre Israel e uma coalizão de nações árabes, liderada pelo Egito e pela Síria. Mais especificamente, aborda as lições aprendidas no conflito em questão e a sua influência na elaboração da Doutrina da Batalha Ar-Terra do Exército dos Estados Unidos da América e, através desta, na Doutrina Delta Exército do Brasileiro. Para isso analisam-se: a descrição resumida do conflito; as lições aprendidas; os reflexos dos novos conhecimentos para a elaboração da Doutrina da Batalha Ar-Terra do Exército dos Estados Unidos da América; e as influências da Doutrina da Batalha Ar-Terra na Doutrina Delta do Exército Brasileiro. O resultado dessa análise confirma, através do método dedutivo, que as lições aprendidas na Guerra do Yom Kippur repercutiram na formulação da Doutrina Delta e, portanto, na forma de emprego das forças blindadas do Exército Brasileiro. Apesar de já transcorridos trinta e quatro anos do término da guerra, seus ensinamentos e lições mostram-se bastante atuais e de vital importância para aqueles que vislumbram compreender as origens da Doutrina Delta.

O texto encontra-se em PDF.

Se você possui Acrobat Reader Clique aqui. (1.60 MB)

Se não possui, faça o download aqui.