MOTOCICLETA BLINDADA BELGA FN M86 NA POLÍCIA ESPECIAL DE SÃO PAULO






            Os esforços de  motorização nos diversos exércitos europeus se deu de forma lenta e gradual a partir de 1910, a motocicleta com para fins militares foi empregada em grande quantidade durante a primeira guerra mundial (1914 – 1918) por diversos países, desde simples motocicletas para serviço de mensagens, até armadas com metralhadoras, para diversas funções. Para se ter um  idéia da importância deste veículo, só o exército alemão operava em 1914 cerca de 4.000 motocicletas.
            No pós-guerra, seu desenvolvimento foi acelerado, principalmente nos anos 30, cabendo sua produção à firma Belga FN da cidade de Herstal, importante fabricante de armas até os dias de hoje. Esta firma produzia motocicletas desde 1902 e desenvolveu, partindo de um modelo civil, a motocicleta militar FN M86 adotada em grande quantidade pelo exército Belga, inclusive na versão com  side car. A motocicleta FN M86 é um derivado da FN M85 de 500cc, civil, que passa a ter 600cc.
             Em 1935 esta empresa  apresenta ao Exército Belga uma versão muito curiosa da M86, totalmente blindada,  armada de metralhadora ou fuzil metralhador também de sua fabricação. Sua blindagem é constituída de duas partes, uma para o side car, com viseiras e abertura  frontal para o armamento e lateral para proteger o artilheiro e a outra para proteger o piloto da moto, tendo uma escotilha na frente, com uma viseira, que pode ser operado aberto ou fechado, protegendo todo o seu corpo.
            Ironicamente o Exército Belga não aceita esta versão, alegando problemas com o peso e sua deficiência para locomoção em terrenos acidentados, pelo fato de só ter uma roda tratora na parte traseira, o que limitava em muito sua manobrabilidade, isto sem levar em conta o peso da blindagem. Isto só será sanado no modelo M12, versão sem blindagem,  que terá diferencial traseiro e eixo cardam, tornado-a desta forma numa excelente moto, tanto que o Exército Alemão a utilizará na frente russa, as mesmas motos capturadas aos belgas em 1940.
            Mas a produção não será encerrada, vários países irão adquirir diversos modelos da Moto Blindada FN M86, como a Argentina (?), Bolívia (13 motos), China (13 motos), Romênia, Venezuela (25 motos), Yemen (7 motos) e Brasil (2 motos), menos de 100 foram produzidas.
            No Brasil elas foram incorporadas na Polícia Especial de São Paulo, criada pelo governo federal em 21 de junho de 1935, sendo que boa parte de seu equipamento, moderno para a época, era oriundo em sua maioria da Holanda e Bélgica, onde no mesmo ano de sua criação foram adquiridos veículos blindados holandeses sobre rodas Wilton Fijenoord e junto com eles vieram estas duas estranhas motocicletas blindadas que chegaram em abril de 1936, para reprimir manifestações nas ruas de São Paulo.
            Seu armamento, na versão brasileira, consistia numa metralhadora alemã Bergmann MP 28.II, calibre 9mm, produzida na Bélgica pela firma FN sob licença da Schmeisser alemã, a partir de 1934.
  
         Nenhuma sobreviveu para ser preservada, no Brasil, e nem os museus militares belgas possuem um exemplar desta estranha motocicleta blindada. Elas tiveram uma vida muito curta, pois a Polícia Especial foi extinta em 1945 após o fim do Estado Novo.


DADOS TÉCNICOS

Fabricante: Fabrique Nationale d`Armes de Guerre,  FN, Herstal.
Modelo: FN M12 blindée 3x1.
Motor: FN, um cilindro, refrigerado a ar, 600cc, a gasolina, 20bhp, quatro marchas acionadas no pé.
Transmissão: Corrente.
Sistema de freio: mecânico.
Tração na roda traseira.
Peso sem blindagem: 175kg.
Distância entre eixos: 1,38m.
Pneus: 4,00 x 19.
Rodas: diâmetro 19”.


 FOTOS, LEGENDAS E CRÉDITOS

Motocicleta blindada FN M86 em desfile de apresentação na cidade de São Paulo, em abril de 1936. Notar a blindagem da mesma.
Crédito da foto:
Seção de periódicos, biblioteca do autor.

Vista lateral esquerda da motocicleta blindada FN M86  da Polícia Especial de São Paulo, em 1936. Notar a escotilha do piloto e a posição da arma no side car.
Crédito da foto: Seção de periódicos, biblioteca do autor.

Detalhe da blindagem do piloto na motocicleta FN M86 da Polícia Especial de São Paulo.
Crédito da foto:
Seção de periódicos, biblioteca do autor

Detalhe da escotilha blindada aberta na motocicleta FN M86 da Polícia Especial de São Paulo.
Crédito da foto: Seção de periódicos, biblioteca do autor

Detalhe da blindagem do side car. Notar a viseira e a metralhadora Bergman MP 28 II, calibre 9mm, na motocicleta FN M86 da Polícia Especial de São Paulo.
Crédito da foto:
Seção de periódicos, biblioteca do autor

Detalhe do chassi do side-car da FN M86 e seu sistema de transmissão.
Crédito da foto:
FN, Herstal. via Jacques Maertens.

Detalhe do chassi do side-car, roda motriz e motor da FN M86.
Crédito da foto:
FN, Herstal, via Jacques Maertens.

Motocicletas blindadas FN M86 do Exército Chinês, em 1936.
Crédito da foto:
FN, Herstal, via Jacques Maertens.

Conjunto de Motocicletas blindadas FN M86 do Exército da Venezuela  em 1934.
Crédito da foto:
FN, Herstal, via Jacques Maertens.


BIBLIOGRAFIA

Crow, Duncan  and Icks, Robert J. Encyclopedia of Armoured Cars. Barrie & Jenkins Ltd, London, 1976;     

Hogg, Ian V. and Weeks, John. The Illustrated Encyclopedia of Military Vehicles.Hamlyn Publishing Group Ltd, England, 1980;

Vanderveen, Bart. Historic Military Vehicles Directory. After the Battle Publication, England, 1989;

Revista Vé Mil Le Magazine des Vehicules Militaires 7. Artigo Les motos militaires belges du Victory Memorial Museum. EDAF, France, 1991;

Correspondência entre o autor e Jacques Maertens, especialista em motos FN na Bélgica, em março de 2001;
Revista Bandeirante, ano I  nº 4, São Paulo, Abril de 1936;